Cel/Whats: (66) 9 9687-7993 | (66) 9 9619-3966

E-mail: redacao@mtnews.jor.br | facebook.com/mtnews



ARTIGO - O passado como lição. O futuro como missão

13/05/2019

By Renata Viana

Olhar o passado para caminhar adiante. Se a frase soa clichê, é imprescindível saber como ela se aplica de fato na nossa vida e o que temos feito para que, olhando o passado, possamos realmente caminhar para o futuro, levando adiante a necessidade de um novo tempo.

Na política como na vida, temos notado que os eleitores querem muito mais do que apenas discursos. É preciso comprovar a mudança no dia-a-dia com transparência, com lisura e com seriedade gestacional.

De nada adianta falar em renovação, nova era, juventude, se os hábitos, as práticas e entendimento continuam os mesmos utilizados por aqueles que antes ocupavam o poder. A verdadeira transformação política vai além de uma aparência jovial ou umas gírias atualizadas.

Primavera do Leste vive um momento impar de sua história. Onde o passado honrado e progressista abre espaço para novas projetos e lideranças. É preciso sim olhar o passado e a contribuição de cada um. É preciso aprender com os pioneiros o desprendimento e o desapego da função pública aqui, ou, por outro lado, a composição progressista ali.

De todos temos que aprender, mas este olhar para o passado deve nos remeter adiante.

Nas relações institucionais, a moeda de troca não é mais o toma-lá-dá-cá do fisiologismo direto, usado desde os mais remotos tempos da politica de colonização até um passado recente, quiçá ainda hoje. Agora, quando parlamentos e executivo dialogam o interesse público precisa prevalecer.

É isto que a população espera dos ocupantes da função pública.

Com as novas tecnologias de comunicação onde cada cidadã e cidadão é um produtor de noticias em potencial, a capacidade de gerar eventos comezinhos ou bombásticas revelações tendem a surgir de qualquer lado e até todos os dias.

O ocupante da função pública deve se preparar para conviver e ser fiscalizado diuturnamente. E o único antidoto comprovadamente eficiente é não temer a verdade, seja ela do tamanho que for.

O antídoto eficiente é a capacidade gerencial. Mas o primordial é dizer a verdade olhando nos olhos de cada irmã e irmão, é o fazer límpido e cristalino.

Já não cabe a prática do intra-muros, dos acertos de gabinetes, das conversas reservada.

Se o passado nos ensina o desapego de cargos, a proficiência em compor e a construção de um espaço coletivo mais plural, fica evidente que mudou a metodologia de faze-los. Unir os ensinamentos do passado com as novas metodologias de comunicação é o segredo do sucesso na função pública e o fracasso para que não encontre a linha ideal de atuação.

O que a população quer de seus mandatários é na realidade o que sempre quis. Alguém que os cuide e os trata com respeito, a diferença é que hoje a fiscalização deste propósito é presente como nunca antes. Não só das autoridades constituídas para faze-lo, mas também da cidadã e cidadão, objetivo final de qualquer ação difusa.

Não basta ter uma escola e mantê-la. É preciso deixar explicitado os métodos como se faz as escolhas, desde corpo docente, discente, logística e a pedagógica. O mundo quer saber.

Ao promover uma construção não importa só, “o que”. Mas como, por quem, para que, por quanto e para quem.

A comunicação global transformou tudo no vilarejo. Agora, todos sabem de todos, o tempo todo. E não só para saber, mas também para entender. Por mais complicado que seja. O mundo quer saber.

Quanto mais claro for a rotina e tudo o que envolve o processo gerencial, seja da rua, do bairro, da cidade, do estado, do país e do mundo, mas a sociedade se identifica. Para a escuridão da informação, as luzes da comunicação globalizada.

Assim, a jovialidade das lideranças não vai estar no rosto imberbe ou aparência juvenil, mas em práticas novas, em novos relacionamentos, na capacidade de promover sinergia entre lideranças e liderados.

Com um olhar no passado, seguir adiante sintonizado nos novos tempos. Construir mais sobre o que já foi feito de bom e trazer luz para atos e ações. Isto exige preparo, liderança, equipe e desprendimento.

Parabéns Primavera do Leste por seus 33 anos de existência e a conquista de seus pioneiros, e avante, com o real conhecimento das mudança que de fato precisam ser implantadas.

Renata Viana

Advogada - Consultora Politica filiada a ABCOP (Associação Brasileira de Consultores Políticos) e uma das pioneiras em Primavera do Leste

Grupo de notícia Conjuntura



Video publicitário

VIDEOS

Clima | Tempo

Jornal Impresso