Cel/Whats: (66) 9 9687-7993 | (66) 9 9619-3966

E-mail: redacao@mtnews.jor.br | facebook.com/mtnews



PMs alvos de operação em MT fazem piada sobre adulteração de armas em grupo de WhatsApp

26/08/2019

Segundo o Procedimento Investigatório Criminal do Ministério Público, a conversa sugere “a facilidade em alterar (esquentar) dados de arma de fogo”.

Em um grupo de WhatsApp, policiais militares investigados em uma operação que apura um esquema para adulterar a numeração de uma arma – que pertence a um militar –, usada em crimes de homicídios, fazem piada sobre a forma de legalizá-la. Parte dos militares que integra o grupo foi preso na 3ª fase da Operação Mercenários.

Em nota, a PM informou que a Corregedoria acompanhou o cumprimento dos mandados e investiga administrativamente o caso. Na conversa, um dos militares brinca que compraria uma Glock 9 milímetros, caso alguém estivesse vendendo o objeto.

Exames balísticos comprovaram que a pistola foi utilizada em 7 crimes de homicídio (4 tentados e 3 consumados) praticados pelo grupo de extermínio, chamado de "Os Mercenários".

“Ao que parece, os investigados utilizam o sistema informatizado da Polícia Militar para a prática reiterada de ilícitos diversos, tal situação faz crer que as condutas criminosas da organização criminosa são frequentes no âmbito da corporação.

O grupo de militares está vinculado a pelo menos cinco homicídios ocorridos entre os dias 3 de março a 13 de abril de 2016 em Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana. A motivação, segundo as investigações, era meramente financeira e as vítimas não estavam necessariamente vinculadas a crimes.

Fonte: G1-MT

Grupo de notícia Estado



Video publicitário

VIDEOS

Clima | Tempo

Jornal Impresso