Cel/Whats: (66) 9 9687-7993 | (66) 9 9619-3966

E-mail: redacao@mtnews.jor.br | facebook.com/mtnews



Paulo Taques recebeu doação e não repassou dinheiro para a campanha, diz delator

22/05/2019

Alan Malouf, que era responsável pela arrecadação de dinheiro para o caixa dois de campanha, disse que ficou surpreso quando um dos empresários disse que Paulo Taques já tinha passado à frente e pego dinheiro com ele.

O empresário Alan Malouf disse, no acordo de delação premiada, que o ex-secretário de estado Paulo Taques, que é primo do ex-governador Pedro Taques (PSDB), não repassou parte do dinheiro recebido para o caixa de campanha à eleição de Taques, em 2014.

Malouf, que era responsável pela arrecadação de dinheiro junto aos empresários que era destinado ao caixa dois de campanha, disse que ficou surpreso ao pedir dinheiro a um dos empresários e saber que Paulo Taques já tinha passado à frente e pego dinheiro com ele.

"Ele (empresário) falou: o Paulo Taques já passou aqui e acertei com ele o valor de R$ 500 mil e, inclusive, já paguei R$ 250 mil, e eu fiquei meio surpreso. Daí ele falou: vocês precisam se organizar, não estão falando a mesma língua, e isso mostra que esse dinheiro não entrou nem no caixa 1, nem no caixa 2, deve ter entrado no caixa 3", afirmou.

A doação foi parar em um caixa desconhecido até para quem cuidava do dinheiro ilegal. Alan Malouf assumiu que, durante a campanha, foi o braço direito do então candidato Pedro Taques. Ele garante que o candidato sempre soube das irregularidades na arrecadação da campanha e que nada teria sido feito sem autorização dele.

fonte: G1-MT

Grupo de notícia Estado



Video publicitário

VIDEOS

Clima | Tempo

Jornal Impresso