Cel/Whats: (66) 9 9687-7993 | (66) 9 9619-3966

E-mail: redacao@mtnews.jor.br | facebook.com/mtnews



Propina no RJ foi usada pra comprar fazenda em MT

07/04/2019

Depoimento dá sequência às confissões que Cabral tem feito à Justiça em processos da Lava Jato

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), afirmou durante depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas que um antigo esquema de pagamento de propina existente naquele Estado resultou na compra de uma fazenda em Mato Grosso.

A propriedade, segundo ele, teria sido adquirida no ano de 1997, pelo então deputado Jorge Picciani (MDB). As informações constam em uma reportagem publicada na sexta-feira (5), pela Veja.

Naquela ocasião, a propina no valor de R$ 15 milhões foi paga pelas empresas de ônibus reunidas na Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro).

O montante foi dividido entre Cabral e Picciani. O ex-governador disse ter aberto uma conta no exterior para receber sua parte, enquanto comprou a fazenda no norte de Mato Grosso.

Cabral, no entanto, não deu mais informações sobre a propriedade.

O depoimento do ex-governador dá sequência às confissões que ele tem feito à Justiça em processos aos quais responde em função da Operação Lava Jato.

Preso desde novembro de 2016 e condenado a quase 200 anos de prisão, o emedebista mudou de advogado e passou a colaborar com a Justiça, confessando crimes.

Grupo de notícia Política



Video publicitário

VIDEOS

Clima | Tempo

Jornal Impresso