Cel/Whats: (66) 9 9687-7993 | (66) 9 9619-3966

E-mail: redacao@mtnews.jor.br | facebook.com/mtnews



Ulysses teria feito acordo político para empregar o pai no TCE

01/06/2019

Advogado buscou emprego em vários órgãos públicos de MT

Depois de distribuir currículos nos órgãos públicos de Mato Grosso, em busca de emprego, o pai do deputado estadual, Ulysses Moraes (DC), o advogado Naime Márcio Martins Moraes foi nomeado nesta semana como assessor no Tribunal de Contas do Estado.

A nomeação dele no TCE abre um questionamento ao discurso do filho que ao assumir o parlamento no início do ano, disse ser contra acordos políticos e nomeações por indicação política. Isso porque, ao que tudo indica seu pai foi encaminhado para o cargo por indicação do governador Mauro Mendes (DEM).

Ainda pesa contra o discurso de Moraes, o fato dele abominar a nomeação do ex-deputado e atual conselheiro Guilherme Maluf, ao cargo. O deputado foi arduamente contra a nomeação de Maluf e chegou a apresentar um candidato avulso, e posteriormente entrar na justiça para impedir a posse do novo conselheiro.

E pelos comentários dos corredores do TCE a indicação foi feita ao próprio Maluf que encaminhou Naime para o gabinete do conselheiro substituto João Batista de Camargo Júnior com salário mensal de cerca de R$ 13 mil.

Além disso, Ulysses pregou a todo momento a moralidade do Tribunal em não aceitar acordos, mas aparentemente cedeu aos conchavos, mostrando-se que pode ser um oportunista, já que a nomeação do seu pai pode ser tráfico de influência, ou seja, uma espécie de cala boca. Todo o decorrer dos fatos, deduz-se que ele não vai mais criticar o TCE e vai passar a apoiar o Maluf a quem tanto criticou.

fonte: muvucapopular

Grupo de notícia Estado



Video publicitário

VIDEOS

Clima | Tempo

Jornal Impresso